Mais de um quinto do emprego criado é a prazo ou muito precário

De acordo com os dados mais recentes do Instituto Nacional de Estatística (INE), no final do segundo trimestre havia 755,5 mil pessoas com contratos a prazo e mais 142 mil com outro tipo de vínculos ainda mais precários. São 898 mil trabalhadores, 22,1% do total dos empregados. A economia portuguesa conseguiu criar 133,5 mil empregos por conta de outrem entre o segundo trimestre de 2017 e igual período deste ano, dos quais 28,5 mil eram vínculos com termo e “outras situações”. Ou seja, um quinto do emprego criado ainda pode ser considerado mais precário.

Please Login to Comment.