Fisco não consegue cobrar 5 mil milhões de euros

A dívida incobrável da Autoridade Tributária fixou-se nos 5045 milhões de euros no final do ano passado. Esta dívida foi a que mais cresceu em 2018, de acordo com a Conta Geral do Estado (CGE) de 2018. O Fisco contabilizava no final do ano uma dívida total de 20,1 mil milhões de euros, dos quais apenas 31,6% correspondiam a dívida activa. Cerca de 25,1% – 5045 milhões – foi classificada como incobrável. Os restantes 43,2% são considerados dívida suspensa. A carteira de dívida é composta sobretudo pelo IVA – 7,1 mil milhões de euros –, seguida do IRC – 5,7 mil milhões de euros. Para a redução da dívida contribuiu a cobrança coerciva, com 48,1%, segundo o documento. A cobrança coerciva atingiu os 1066,8 milhões de euros, verificando-se um acréscimo de 221,4 milhões de euros face ao ano anterior.

Please Login to Comment.