Famílias têm 182 mil milhões de euros depositados

O valor dos depósitos bancários das famílias portuguesas ascendia, no final do primeiro trimestre deste ano, aos 182,4 mil milhões de euros, um acréscimo de 7,1 mil milhões, comparativamente ao mesmo período de 2018. Contudo, como o Produto Interno Bruto (PIB) também cresceu no último ano, devido à evolução positiva da economia nos primeiros três meses de 2019 os particulares registaram uma diminuição do peso dos seus activos face à riqueza criada no País. A economia portuguesa apresentou no último ano, contado entre o fim de Março de 2018 e o mesmo período deste ano, uma necessidade de financiamento na ordem dos 0,1% do Produto Interno Bruto (PIB), valor que, segundo o Banco de Portugal, interrompeu a sucessão de saldos positivos registados desde o final de 2012.

Please Login to Comment.