Guerra dos spreads

Mais crédito e mais barato. Nos primeiros seis meses deste ano, a banca emprestou às famílias 4,9 mil milhões de euros para a compra de casa, qualquer coisa como 27,2 milhões de euros por dia. É o valor mais elevado desde a primeira metade de 2010, apesar dos “travões” à concessão de crédito a particulares criados pelo Banco de Portugal. Desde o início do ano, quase todos os bancos baixaram o spread mínimo. O último foi o Santander, que este mês anunciou um spread mínimo de 1% para determinados clientes. Junta-se ao Bakinter, que era, até agora, o único banco a oferecer um spread de 1%.

Please Login to Comment.