Desde 2010 que as famílias não se endividavam tanto

A cada hora que passa, os particulares pedem dois milhões de euros emprestados. Crédito à habitação está em máximos da década. No crédito ao consumo, o recorde é de 15 anos. O ano de 2019 está a bater recordes no crédito. As famílias pediram emprestado para habitação e para consumo e outros fins um total de 14 680 milhões de euros entre Janeiro e Outubro, ou seja, dois milhões de euros por hora. São mais 1197 milhões de euros do que o montante concedido no mesmo período de 2018 e um recorde da década. Só em Outubro, os bancos emprestaram às famílias quase mil milhões de euros em novos créditos à habitação. O valor eleva para 8522 milhões o montante concedido para compra de casa desde o início do ano. É o valor mais alto desde 2010.

Please Login to Comment.