Última avaliação avança 12 paraísos fiscais na lista negra europeia

Objectivo é causar danos de reputação e criar dificuldades nas operações com países da Europa. Panamá é um dos quatro novos países na lista negra das offshore. Quatro novos países entraram para a lista negra europeia das offshore: ilhas Caimão, Palau, Panamá e Seicheles, divulgou a Comissão Europeia. Quem não tiver uma política de transparência fiscal, tributação justa e uma actividade económica real passa a integrar esta lista, criada em 2017 e reavaliada anualmente.

Please Login to Comment.