Alojamento e restauração isentos do pagamento por de IRC, sem necessidade de demonstrar quebra de facturação

O Turismo tem sido um dos sectores mais afectados pela crise gerada pela pandemia Covid-19. Por isso, do Programa de Estabilização Económica e Social (PEES) constam algumas medidas de excepção para o sector. Uma dessas medidas é a isenção do pagamento por conta de IRC até Dezembro, sem necessidade de fazer demonstração de quebra de facturação superior a 40%. As empresas do alojamento e da restauração têm imediatamente o tratamento das empresas que registem uma quebra de facturação superior a 40%”. Esta medida vai constar do Orçamento Suplementar.

Please Login to Comment.