Recuperação total da aviação civil antes de 2023 é improvável

A agência de notação financeira Moody’s considerou “improvável” que o sector da aviação civil recupere totalmente dos efeitos da pandemia de covid-19 antes de 2023, antecipando que a procura permaneça “severamente deprimida” em 2021. A agência de notação financeira admite que muitas companhias aéreas melhoraram a sua liquidez nos últimos anos, mas à custa do aumento da sua dívida. As companhias aéreas avaliadas pela Moody’s terão dívidas em média de cerca de 29 a 49 mil milhões de euros, em 2023, o que corresponde a uma subida de 20% a 30% face a 2019.

Please Login to Comment.