Falências e malparado são ameaça à banca

Banco de Portugal diz que moratórias são alívio, mas que se nada mais for feito há o risco. A pandemia parou a actividade económica. Retoma será em ambiente de crise. Se as medidas do Governo forem mal delineadas ou curtas no tempo, o Estado arrisca-se a ter de voltar a salvar bancos. O aviso é deixado pelo Banco de Portugal no relatório de estabilidade financeira. Caso as medidas de apoio governamental ao sector privado não financeiro não sejam de dimensão adequada e suficiente face à duração e magnitude da crise pandémica ou sejam retiradas de forma extemporânea, a banca voltará a entrar em dificuldades.

Please Login to Comment.