Factura Covid-19 soma 2,5 mil milhões

Menos 869 milhões em impostos que não entraram nos cofres do Estado. Do lado da receita foram menos 869 milhões de euros em impostos que entraram nos cofres do Estado, em virtude de adiamentos, desemprego e suspensão das execuções fiscais (sem contar com a quebra da Segurança Social). A degradação do saldo reflecte ainda um aumento da despesa, de 951 milhões de euros, associado às medidas de layoff (453 milhões de euros), aquisição de equipamentos na saúde (169 milhões de euros) e outros apoios suportados pela Segurança Social (144 milhões de euros). A acrescer a este montante estão mais 597 milhões que saíram dos cofres do Ministério das Finanças para fazer face a vários tipos de despesas relacionados com a Covid-19.

Please Login to Comment.