Corrida ao subsídio de desemprego atinge recorde de 15 anos

Os centros do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) registaram, no segundo trimestre (período de confinamento), mais 47 886 beneficiários de prestações de desemprego, naquele que é o segundo maior aumento trimestral (face aos primeiros três meses do ano) das séries oficiais que remontam ao início de 2000. A maior subida ocorreu há 15 anos. Faro e Viana do Castelo foram os distritos onde, em Junho, ocorreram as maiores subidas no número de beneficiários do subsídio. O agravamento do desemprego ainda não aparece nos dados oficiais do Instituto Nacional de Estatística (INE) relativos ao segundo trimestre, mas o Ministério do Trabalho e da Segurança Social (MTSSS) mostra de forma inequívoca a brutal degradação que está em curso no mercado de trabalho.

Please Login to Comment.