Défices da zona euro voltam a atingir máximos históricos: 11,6%

Portugal, que registou um défice de 9,2% no segundo trimestre, foi o sexto país da zona euro com o maior agravamento do saldo orçamental entre o primeiro e o segundo trimestre. A média dos défices na zona euro subiu para 11,6% do PIB no segundo trimestre deste ano, em termos ajustados de sazonalidade, enquanto na União Europeia aumentou para 11,4% do PIB. Estes rácios, que remontam aos meses em que as medidas de contenção da pandemia foram mais fortes em todos os países, representam o maior défice trimestral publicado na série histórica desde 2002.

Please Login to Comment.