Ryanair volta ao ataque: apoios à TAP são ‘impostos deitados na sanita’

O presidente da Ryanair defendeu que o apoio estatal à TAP não é um investimento, mas sim impostos cobrados aos contribuintes ‘deitados na sanita’ da companhia aérea e acusou o ministro Pedro Nuno Santos de dizer ‘falsidades’. O presidente da Ryanair disse ainda ser falso que a transportadora esteja envolvida em ‘dumping’ social, argumentando que os seus tripulantes de cabine ganham ‘o dobro de um enfermeiro ou um professor em Portugal’. Nós bloqueámos as ajudas estatais noutros países, realçando não estar a atacar o governante, mas apenas a defender-se das ‘falsas alegações feitas contra um dos maiores investidores externo em Portugal’. O responsável disse que a Ryanair também paga impostos em Portugal e, por isso, preferia ver esse dinheiro investido em hospitais, escolas e no aeroporto do Montijo

CategoriasSem categoria

Please Login to Comment.