Taxa de poupança das famílias em máximos de 14,2% no primeiro trimestre

Famílias continuam a poupar mais. O aumento da poupança no arranque do ano reflete a redução de 1,7% da despesa de consumo, “que mais do que compensou a ligeira diminuição de 0,1% do rendimento disponível”, segundo o INE. A taxa de poupança das famílias aumentou para 14,2% do rendimento disponível, no ano acabado no primeiro trimestre deste ano, “o que correspondeu ao valor máximo registado na atual série trimestral das contas nacionais”. No ano passado, a taxa de poupança das famílias já tinha subido para 12,8%, máximos de 2002, mas a pandemia continua a levar as famílias a poupar mais.

CategoriasSem categoria

Please Login to Comment.