Desemprego de longa duração quase duplicou

E mais de 70 mil pessoas, que estavam na fronteira do mercado de trabalho e que ainda tentaram encontrar trabalho ou mostraram alguma vontade, desligaram-se completamente. O mercado de trabalho português registou várias melhorias importantes no segundo trimestre deste ano, como uma criação forte de empregos e uma ligeira descida na taxa de desemprego, mesmo comparando com 2019, quando a economia ainda não tinha ido ao fundo com a pandemia. O desemprego de longa duração (pessoas que estão ativamente à procura de emprego há 12 meses ou mais, mas não encontram) aumentou mais de 85% no segundo trimestre deste ano face a igual período de 2020. Quase duplicou e com isso já equivale, novamente, a perto de metade do desemprego total. O INE indica que estavam nesta situação (sem trabalho há mais de um ano) cerca de 154 mil pessoas.

CategoriasSem categoria

Please Login to Comment.